Uma Vis O De Textos

4 super dicas de beijo e o que eles significam 10 ideias para fazer com retalhos de pintura

O trabalho compõe-se de duas partes. O primeiro dedica-se à história da formação da economia da Suécia como a análise de uma condição só da economia moderna será incompleta sem a análise daquele caminho segundo o qual a Suécia lhe veio. A segunda parte é a análise das diferenças principais do modelo sueco da economia.

O padrão da vida na Suécia considera-se um dos mais altos no mundo e o mais alto na Europa. O padrão da vida define-se por um complexo de vários indicadores. Segundo o PBI e o consumo per cápita a Suécia é alta na lista na Europa. No ponto do alinhamento do rendimento a Suécia promove todos outros países do mundo. A relação de um salário de mulheres a um salário de homens na Suécia o mais alto no mundo

Na economia da produção de Suécia a monopolização é muito alta. É o mais forte em tais indústrias especializadas como a produção de carregamentos da bola (SKF), metalurgia ferrosa ("Svensk assim"), equipamentos elétricos ("Elektrolyuks", ABB, "Ericsson"), de trabalhar madeira e polpa-e-papel ("celulose de Svensk", "Sturr", "Mu okay de Dumshe", etc.), construção de avião ("SAAB-Skaniya"), pharmaceutics ("Áster", "Farmasia"), produção especial envelhecidamente ("Sandvik", "Avesta").

As taxas de crescimento rápidas permitiram executar um número de reformas sociais, como seguro geral devido a doença, subsídios de crianças, pensões de escritório adicionais, aumento na duração de férias na redução da semana de trabalho e outras reformas.

Mas muitas vezes o último só considera-se como uma variação no sistema econômico de mercado quando o estado apoia a competição no mercado, limitando a sua monopolização. Este tipo do sistema econômico também às vezes chama a multiestrutura.